Facebook Twitter YouTube

CUT SE > LISTAR NOTÍCIAS > MINAS GERAIS: TRABALHADORES E TRABALHADORAS ESTADUAIS DA SAÚDE ENCERRAM GREVE

Minas Gerais: trabalhadores e trabalhadoras estaduais da saúde encerram greve

27/08/2014

Escrito por: Sind-Saúde/MG

Com a greve suspensa desde o dia 13 de junho, servidores e servidoras estaduais da saúde decidiram encerrar por definitivo o movimento grevista e intensificar a busca por negociação de fato. A intenção dos trabalhadores é preparar a mobilização para que na política remuneratória os pontos de reivindicação que ficaram sem resposta possam enfim ser aprovados. Entre eles está a revisão do plano de carreira e a redução da jornada de trabalho para 30 horas semanais sem redução dos salários. A decisão da categoria foi tomada na terça-feira (26) em assembleia geral de trabalhadores e trabalhadoras da da saúde realizada na Cidade Administrativa. Uma nova assembleia geral foi marcada para o dia 8 de setembro (segunda-feira). A ideia é avaliar o posicionamento do governo sobre as reivindicações e deliberar os passos futuros.
 
A Assembleia da categoria desta terça ocorreu logo após reunião com o governo no Comitê de Negociação Sindical (Cones). O jogo do governo para este Cones foi mantido: apresentar – sem espaço para discussão – propostas de gestão que pouco trazem impacto na valorização do servidor. Nesta reunião foi apresentado o projeto de Modernização na Administração de Serviços e Sistemas de Pessoal (Masp) que tenta transferir para a tecnologia todas as respostas para melhorias na gestão.
 
O Sind-Saúde/MG usou do espaço de fala durante a reunião para questionar o cronograma da política remuneratória que coloca apenas uma reunião no final de setembro para “negociar” todas as pautas de reivindicações do funcionalismo. Para que a proposta do governo seja de fato transparente o Sindicato acredita que o dialogo com a Seplag deve acontecer antes da reunião de apresentação da política remuneratória.
 
Assembleia Geral 
 
Enquanto acontecia a reunião do Cones, os servidores da saúde aguardavam no Prédio Gerais da Cidade Administrativa para iniciar a Assembleia Geral. Durante a Assembleia, foi demonstrado a insatisfação generalizada com o descaso nas negociações deste ano. Os servidores garantiram que manterão a organização e caso o governo insista no desrespeito com os trabalhadores prometem iniciar um novo movimento de pressão na saúde para forçar a negociação de fato.
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
RÁDIO CUT
Abaixo Assinado – Campanha Para Expressar a Liberdade

Copyright © 2002-2012 CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.438 - Entidades Filiadas | 7.464.846 - Sócios | 22.034.145 - Representados
Rua Porto da Folha, nº 1039 – Bairro Cirurgia – CEP: 49055 540 – Aracaju/SE | Tel.: (79) 3214-4912 – Fax: (79) 3222-7218