Facebook Twitter YouTube

CUT SE > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > CUT/SE FAZ A QUEIMA DOS JUDAS DA CLASSE TRABALHADORA

CUT/SE faz a Queima dos Judas da Classe Trabalhadora

18/04/2017

Escrito por: Iracema Corso

Esquentando o clima para a greve geral do dia 28 de abril, a Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE) executou a ‘Queima dos Judas da Classe Trabalhadora’, na manhã desta terça-feira, dia 18 de abril, na Praça General Valadão, Centro de Aracaju.

 

Foram queimados em praça pública bonecos com os rostos do presidente ilegítimo Michel Temer (PMDB), dos senadores Eduardo Amorim (PSDB), Maria do Carmo (DEM) e Valadares (PSB), dos deputados federais Laércio Oliveira (Solidariedade), André Moura (PSC), Jony Marcos (PRB), Adelson Barreto (PR), Fábio Reis (PMDB), Valadares Filho (PSB) – parlamentares que votaram a favor do golpe parlamentar contra a democracia brasileira e contra a presidenta Dilma Roussef (PT). Pelo desmonte da educação também foram queimados bonecos do governador Jackson Barreto (PMDB) e do secretário de Educação Jorge Carvalho.

 

Dirigente do SINDIJOR e secretária de Comunicação da CUT/SE, Caroline Santos dialogou com a população do Centro. “Precisamos decretar a morte política daqueles que votarem pelo fim da Previdência no Brasil, pelo fim dos Direitos Trabalhistas. Se não lutarmos, todos juntos, será o começo do fim para todos nós, trabalhadores brasileiros. Este ato simbólico é apenas um esquenta para a mobilização nacional que estamos construindo para o dia 28 de abril”.

 

A deputada estadual Ana Lúcia (PT) também participou da queima dos judas. “Este é um dia muito importante, quando a Central Única dos Trabalhadores está mostrando à população quem são os traidores da pátria. Traidores porque eles consolidaram um golpe de estado, através do qual estão sendo retirados os direitos trabalhistas e sociais de toda população brasileira. Nós estávamos construindo um governo que visava o bem estar social, isso está sendo desmontado de forma rápida pelo Congresso Nacional. Aqui em Sergipe temos estes deputados e estes senadores que, em primeiro lugar, votaram no golpe; segundo, votaram no congelamento de todos os investimentos públicos por 20 anos!”, exclamou.

 

Diretor de Formação da CUT/SE e vice-presidente do SINTESE, Roberto Silva alertou que a Reforma Trabalhista permite que o trabalhador receba apenas por hora trabalhada. “O trabalhador vai receber menos que o salário mínimo se esta Reforma Trabalhista for aprovada. A classe patronal já está comemorando, numa alegria só. Esta é uma reforma que tem o objetivo claro de acabar com a CLT e destruir os direitos conquistados nos últimos 100 anos. Se amanhã for aprovado o que está tramitando no Congresso Nacional, os trabalhadores sofrerão o maior golpe da nossa história. Os patrões querem destruir a jornada de trabalho de 8h diárias, querem ampliar para 12horas, com meia hora de descanso para o almoço”.

 

Além dos dirigentes do SINDIJOR (Jornalistas) e SINTESE (Professores), também participaram do ato lideranças sindicais do SINDIJUS (Judiciário), SINDASSE (Assistente Social) e SINPAF (Codevasf e Embrapa). A população do Centro apoiou o protesto, fotografando o rosto dos parlamentares traidores do povo e assistindo à queima simbólica de cada um deles.

 

Reformas contra a Previdência e Direitos Trabalhistas - Em mais uma manobra política para prejudicar a população brasileira, a Câmara dos Deputados decidiu acelerar a tramitação da Reforma Trabalhista (PL 6787/16) e pretende aprová-la no dia 19 de abril. Enquanto isso o texto da Reforma da Previdência tem passado por alterações devido à pressão popular que está surtindo efeito sob o Congresso Nacional.

 

A diretoria nacional da CUT tem afirmado que não adianta alterar o texto, é preciso retirar de tramitação a proposta que só prejudica trabalhadores brasileiros. “A reação contra os deputados que estão votando contra o povo está ganhando corpo em todo estado de Sergipe a partir de uma ação articulada do movimento sindical e social em suas bases com trabalhadores do campo e da cidade, do serviço público e privado”, avaliou Rubens Marques, presidente da CUT/SE.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT

Copyright © 2002-2012 CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.438 - Entidades Filiadas | 7.464.846 - Sócios | 22.034.145 - Representados
Rua Porto da Folha, nº 1039 – Bairro Cirurgia – CEP: 49055 540 – Aracaju/SE | Tel.: (79) 3214-4912 – Fax: (79) 3222-7218