Facebook Twitter YouTube

CUT SE > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > GREVE GERAL DO DIA 5 DE DEZEMBRO ESTÁ MANTIDA EM SERGIPE

Greve Geral do dia 5 de dezembro está mantida em Sergipe

01/12/2017

O governo federal ilegítimo já está sendo derrotado, mas as centrais sindicais orientam que a resistência deve ser mantida para retirar definitivamente a proposta que desmonta a Previdência.

Escrito por: Iracema Corso


Na tarde desta sexta-feira, 1º de dezembro, na sede da CUT/SE (Central Única dos Trabalhadores) o movimento sindical e social sergipano avaliou o recuo do governo federal sobre a Reforma da Previdência e decidiu manter a Greve Geral com toda a programação de mobilização e paralisação dos setores estratégicos que já estavam previstos.


A agenda de mobilização das centrais sindicais continua desse final de semana até a segunda-feira, esquentando o clima para paralisar Sergipe na terça. O objetivo das centrais sindicais é pressionar para que  o governo Temer desista definitivamente da proposta.


As organizações políticas dos trabalhadores de Sergipe que participaram da reunião e confirmaram presença na construção das mobilizações e atos da Greve foram: CUT, CTB, Força Sindical, UGT e CSP-Conlutas, Motu, Psol, PT, Pstu, Mandato da Deputada Ana Lucia, Fasubra, Sinttra, Sintese, Sintufs, Sindijus, Adufs, Sindseme, MTST, Seese, Sindicose, Levante Popular da Juventude, Sindiprev/Se e Sindipetro.

 

Além da CUT de Sergipe, até a publicação desta matéria, a agenda de luta para a Greve Geral foi mantida pela CUT nos estados do Pará, Santa Catarina, São Paulo, Ceará, Maranhão, Piauí, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso e Pernambuco.

    
O professor Rubens Marques, presidente da CUT/SE, que tem participado diretamente das panfletagens e diálogos com a população de Aracaju sobre a importância de defender o direito à aposentadoria, afirma que a mobilização tem que avançar e crescer na sociedade. “Está havendo um clima muito bom na sociedade. Temos ido nos terminais e calçadões do Centro e rapidamente distribuído milhares de panfletos. As pessoas fazem questão de manifestar que querem fazer a greve. Está confirmada a paralisação de várias categorias, inclusive rodoviários, acreditamos que o comércio também vai parar. Também vai ter fechamento de rodovias. Entendemos que os golpistas estão assustados. A pressão não pode parar enquanto ainda existe o risco de acabar com a aposentadoria e os direitos do povo brasileiro. Não vamos pisar no freio, a hora é de lutar”.

 

 

 

 

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT

Copyright © 2002-2012 CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.438 - Entidades Filiadas | 7.464.846 - Sócios | 22.034.145 - Representados
Rua Porto da Folha, nº 1039 – Bairro Cirurgia – CEP: 49055 540 – Aracaju/SE | Tel.: (79) 3214-4912 – Fax: (79) 3222-7218