Facebook Twitter YouTube

CUT SE > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > VITÓRIA DOS TRABALHADORES: JACKSON DESISTE DE PRIVATIZAR A DESO

Vitória dos trabalhadores: Jackson desiste de privatizar a Deso

28/02/2018

Após luta do movimento sindical, Governo de Sergipe rescindiu contrato com o BNDES, comandado pelo governo golpista, que pretendia entregar ao empresariado a água dos sergipanos.

Escrito por: Iracema Corso

 

A luta do movimento sindical e social em favor da Deso 100% pública e do povo sergipano conquistou uma vitória importante na manhã da última segunda-feira, 26/2, data em que o governador Jackson Barreto (PMDB) assinou um ofício para a rescisão do contrato do Governo do Estado com a Superintendência de Desestatização do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

 

Comandado pelo SINDISAN (Sindicato dos Trabalhadores Urbanitários) e com o apoio da Central Única dos Trabalhadores, entre várias organizações do movimento social e sindical, a resistência contra a privatização da Deso teve início em janeiro de 2017. Naquele momento, a mídia local e nacional divulgou o contrato assinado por Belivaldo Chagas, instituindo que Sergipe estava entre os seis estados que aceitaram realizar estudos de viabilidade técnica e econômica com vistas a uma possível privatização da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), por via direta ou por Parcerias Públicas de Investimento (PPI). 

 

A direção do SINDISAN, junto a outras lideranças sindicais, questionou a direção da Deso durante reunião, que também contou com a presença do presidente da CUT/SE, professor Rubens Marques. "A diretoria da Deso naquele momento não sabia de nada e se posicionou desde o início de forma contrária à privatização. Então iniciamos uma campanha contra a privatização da Deso em 2017, mas desde 2015 alertávamos a população e os trabalhadores sobre os riscos da privatização da nossa água porque o Coletivo Nacional de Saneamento da FNU (Federação Nacional de Urbanitários) já nos sinalizava que havia essa possibilidade".

 

JUNTOS CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA DESO

Por intermédio da deputada estadual Ana Lúcia e do vereador Iran Barbosa, a Assembleia Legislativa de Sergipe realizou, no dia 16 de fevereiro de 2017, a maior audiência pública de sua história abordando a importância do saneamento. O professor Luiz Roberto dos Santos Moraes da UFBA veio a Sergipe para fazer uma importante exposição e a Assembleia Legislativa ficou lotada de trabalhadores da Deso, da capital e do interior, de dirigentes sindicais, de militantes dos movimentos sociais, dirigentes de centrais sindicais, além de vários políticos e suas assessorias.

 

Iara Nascimento afirmou que a audiência pública foi o pontapé inicial para uma forte campanha contra a privatização da Deso em todo o estado de Sergipe. "Só em 2017, realizamos audiências públicas em mais de 60 Câmaras de Vereadores. Nesta semana fomos a Moita Bonita e no dia 1º de março faremos audiências públicas em São Miguel do Aleixo e Propriá. Mesmo após o recuo do governo do estado vamos continuar visitando as Câmaras até completar os 75 municípios. Nesta jornada, já conversamos com mais de 600 vereadores que se colocaram a disposição e dialogaram com os deputados federais, estaduais, senadores. Também fizemos palestras em escolas, associações e pedimos apoio de cada parlamentar de Sergipe. O resultado desta mobilização foi tão positivo que no primeiro semestre de 2017 já tínhamos o apoio de representantes de Sergipe no Senado, na Câmara Federal e também da maioria dos deputados estaduais”.

 

Sílvio Sá (presidente) e Sérgio Passos (Secretário Geral do SINDISAN) foram palestrantes em muitas audiências públicas realizadas pelo sindicato nas Câmaras de Vereadores. Sílvio Sá alertou: "Apesar dessa vitória, não podemos baixar a guarda, até porque está nascendo uma medida provisória do Governo Federal dando poderes aos municípios para, mesmo antes do término dos contratos de concessão (dos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário), abrir edital de concorrência pública para novas concessões; ou seja, para abrir espaços para a iniciativa privada entrar".

 

Iara destacou o papel das grandes manifestações em defesa da Deso pública. "A mobilização que construímos foi muito importante para a conquista que estamos comemorando hoje. O vereador é o representante do povo em cada município, e só é possível privatizar com o aval do Poder Legislativo. Escutamos também muita reclamação nos municípios sobre o serviço prestado pela Deso e pudemos explicar que é preciso também lutar contra o sucateamento da empresa e pela melhoria dos serviços. Tivemos manifestações enormes, fundamentais para dar visibilidade aos apoios conquistados. E agora, no próximo dia 22 de março, o Dia Mundial da Água, vamos realizar um grande Ato para comemorar esta conquista da Deso pública e patrimônio do povo sergipano. No início se dizia que a população sergipana era a favor da privatização da Deso, hoje temos a felicidade de ver que foi a luta do povo sergipano, o movimento sindical e social que mudou o cenário e inviabilizou o avanço do processo de privatização da Deso. Vamos também manter a população em estado de alerta porque a água é um bem essencial e quem quer a privatização pode buscar outros meios de conseguir", acrescentou Iara.

 

O presidente da CUT/SE também reforçou que esta vitória será comemorada no ato do dia 22 de março. "O recuo do governo Jackson Barreto, no momento em que se caminhava para a privatização da Deso, é reflexo da luta intensa do movimento sindical e social que debateu este tema intensamente, explicando os prejuízos que esta privatização traria para Sergipe. O recuo é uma vitória dos trabalhadores e do povo sergipano. Não adianta Jackson fazer discurso na Deso dizendo que agora não vai mais fazer a privatização. Não vai porque encontrou resistência. Não dá para sair de herói agora, porque ele e quem estava ao seu lado tinham a intenção de privatizar. Não privatizaram porque teve intensa resistência do SINDISAN, da CUT/SE e do movimento social que também apoiou esta luta em todos os momentos".

 

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

Copyright © 2002-2012 CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.438 - Entidades Filiadas | 7.464.846 - Sócios | 22.034.145 - Representados
Rua Porto da Folha, nº 1039 – Bairro Cirurgia – CEP: 49055 540 – Aracaju/SE | Tel.: (79) 3214-4912 – Fax: (79) 3222-7218